Translate this Page

Rating: 2.9/5 (1141 votos)



ONLINE
2



Partilhe esta Página

 

Radio Admd Que Veio Pra Ficar Com você

 

Radio Admd Que Veio Pra Ficar Com você


Ana um Modelo de Mulher de Deus
Ana um Modelo de Mulher de Deus

Ana um Modelo de Mulher de Deus

 

Na atualidade, as mulheres se submetem a todo o tipo de sacrifício físico estético de beleza, de regime, visando se tornar uma mulher modelo com um corpo capaz de atrair a atenção principalmente das pessoas de sexo oposto e com isso, ir para mídia e se tornar conhecida pelo mundo afora adquirindo fama e dinheiro.

 

No entanto, nós queremos nesta oportunidade apresentar-lhes uma mulher que nos serve de modelo bíblico a ser seguido.

Estou me referindo a Ana ela é descrita no Antigo Testamento, como uma mulher de fé, a mãe do profeta Samuel. Ela era estéril e após orar ao Deus de Israel, teve sua madre aberta para conceber não apenas um, mas seis filhos. 

Uma pequena passagem sobre a história de Ana me chama atenção: “Então se levantou Ana, depois que comeram e beberam em Siló...” I Sm 1:9

 

Ana é um exemplo a ser seguido, alguém que não se conformou com a situação de derrota e desprezo, reuniu forças, “se levantou” e sabiamente se dirigiu ao lugar certo, na hora certa. A vida de Ana, não ia tão bem. 

Seu esposo Elcana, tinha outra mulher chamada Penina. Todos os anos, quando Elcana subia a Siló para sacrificar ao Senhor, ele era acompanhado pelas duas esposas e filhos. 

Ana, porém sempre se abatia de tristeza e dor pelas humilhações provocadas pela rival que se achava melhor e mais amadas por ter filhos: “E sua rival excessivamente a provocava, para irritar; porque o Senhor lhe tinha cerrado a madre”( I Sm 1:6). A situação se repetia ano após ano, o que provocava intensa tristeza em Ana que “chorava e não comia” I Sm 1:7.

 

Amada pelo esposo, mas insatisfeita e infeliz por não ter filhos, Ana, é o retrato de milhões de mulheres que sofrem a esterilidade nas diversas áreas da vida.

É o retrato das mulheres que não se sentem amada o bastante, que pedem exclusividade em seus relacionamentos. A infeliz Ana representa a mulher que ama, mas desconhece o poder desse amor. Que tem fé, mas erra em buscar o caminho do milagre. A infeliz Ana olha para todas as circunstâncias e se acha pequena, inútil e impotente.

“Então se levantou Ana, depois que comeram e beberam em Siló...”( I Sm 1.9)

A esposa de Elcana resolve enxugar as lágrimas e partir em busca da felicidade. 

A fé de Ana fora despertada pelas muitas lembranças das maravilhas realizadas pelo Senhor dos Exércitos.

 

O mesmo Deus que abriu o mar vermelho libertou os hebreus, concedeu um herdeiro a Sara e Abraão, mesmo quando estes já estavam ultrapassados em idade, era o Deus de Ana. 

Ela internalizou o amor de Deus por ela, a sua condição de filha, de herdeira das promessas, do justo que vive pela fé e não por vista.

A partir daquele momento, tudo mudaria. Já não seriam as palavras da rival Penina que governariam Ana.

Aquela afronta que inundava seu pensamento e coração, gerando mágoa e dor, enfraquecendo o ser, seria deixada para trás para dar lugar a Palavra de Deus.

“Ela orou com amargura de alma, orou ao Senhor e chorou abundantemente”( I Sm 1.10)

 

Pastor Muller

 

topo